Prezado operador segue abaixo as regras básicas de conduta em jogos organizados pela F.A.B.E caso queira conhecer as regras especificas de cada modalidade hoje empregada e organizada pela F.A.B.E escolha no menu acima a modalidade e faça o download das regras. Na nossa agenda de jogos sempre estará especificado a modalidade de jogo para que você possa conhecer a regra daquela modalidade.

   1 – FPS

Operador Assalto

400 FPS 

Tipos Armamento (AEG/GBB/PISTOLA): Qualquer modelo e tamanho desde que cronada com 400 fps. Não existe distancia mínima para disparo.

Operador DMR

Até 450 FPS

Tipos de Armamento: Qualquer modelo FUZIL que exista para este fim, porém com as especificações a seguir:

Cano  interno  maior que 500mm,

Luneta e/ou dispositivo de mira com ampliação minima de 4x,

Coronhafixa ou retrátil  

Modo   de  disparo  full (rajada )  desabilitado, 

Respeitar        distância  mínima   de   disparo 15 metros.

 

Operador Sniper

550 FPS

Tipo de Armamento: Qualquer modelo para este fim com ação de disparo por ferrolho, luneta e/ou dispositivo de mira com ampliação mínima de 4x e respeitar a distancia mínima de disparo de 25 metros.

 

 

Os operadores DMR e SNIPER estão proibidos de disparar contra adversários em ambientes fechados “CQB” mesmo estes tendo distância mínima para disparo, mas estes podem adentrar a ambientes fechados com suas armas abaixadas ou rebatidas nas costas impedindo assim um disparo a curta distância por instinto ou susto, estando ele dentro do ambiente pode se posicionar em uma janela ou porta e disparar de dentro do ambiente para a área externa. 

1.1 – CRONAGEM
Será feita pela organização e serão observados os limites de FPS de acordo com o modelo da AEG, com tolerância de 5%, a cronagem será feita com HopUp aberto e serão usadas BB’s na gramatura de 0,20g para medição do FPS. Os operadores na função Sniper não necessitarão abrir o HopUp da arma devido a dificuldade de regulagem, e esta ser minuciosa.

2 – SAFE ZONE
Área designada pela organizaçã para recepção e equipagem dos operadores. As AEG’S dentro da SAFE ZONE deverão estar OBRIGATÓRIAMENTE sem carregadores (mags) e com a câmara de disparo vazia. Não serão admitidos em hipótese alguma disparos na SAFE ZONE nem disparos sem munição ou dentro do veículo. O operador que infringir a regra será convidado a não jogar.
Os operadores antes de retornarem/adentrar a SAFE ZONE deverão retirar os carregadores(mags) e efetuar um disparo para esvaziar a câmara, em seguida travar a AEG (colocando o seletor de disparo em SAFE)

3 – EQUIPAMENTO OBRIGATÓRIO
Para adentrar ao campo é OBRIGATÓRIO o uso de ÓCULOS de proteção, seja para jogar, organizar ou assistir. Recomendamos o uso de mascara de proteção, luvas e capacete afim de evitar maiores ferimentos desnecessários.

-Ponta Vermelha/Laranja nos equipamentos

-Pano Vermelho

-2 Pares de braçadeiras(1 vermelho e 1 amarelo)

-5 Ataduras(faixas)

 

4 – FARDAMENTO/LOAD-OUT

Qualquer modelo e cor, desde
que não pertença
às forças armadas
brasileiras MARINHA, EXERCITO OU AERONÁUTICA. Caso o operador seja flagrado utilizando fardamento proibido
total ou parcial este será chamado a atenção e advertido para não utilizar mais
o fardamento nem total nem parcialmente, caso persista na utilização indevida
será punido de acordo com as punições citadas no fim deste.

Lei nº 6.880, de 9
de dezembro de 1980artigos 76 e 79

Art. 76. Os
uniformes das Forças Armadas, com seus distintivos, insígnias e emblemas, são privativos dos militares e simbolizam a autoridade militar, com as prerrogativas que lhe são inerentes.Parágrafo único. Constituem crimes previstos na legislação específica o desrespeito aos uniformes, distintivos, insígnias e emblemas militares, bem como seu uso por quem a eles não tiver direito.

Art. 79. É vedado às Forças Auxiliares e a qualquer elemento civil ou organizações civis usar uniformes  ou ostentar distintivos, insígnias ou emblemas que possam ser confundidos com os adotados nas Forças Armadas.

Parágrafo único.
São responsáveis pela infração das disposições deste artigo, além dos indivíduos que a tenham cometido, os comandantes das Forças Auxiliares, diretores ou chefes de repartições, organizações de qualquer natureza, firmas ou empregadores, empresas, institutos ou departamentos que tenham adotado ou consentido sejam usados uniformes ou ostentados distintivos, insígnias ou emblemas que possam ser confundidos com os adotados nas Forças Armadas.
CPM(Código Penal Militar), no artigo 172

Art.172. Usar, indevidamente, uniforme, distintivo ou insígnia militar a quem não tenha direito – Pena: detenção, até 6 meses.

 

5 – IDADE DO OPERADOR

     Para participar dos jogos o operador deverá ter idade mínima de 18 anos.

Artigo 242 da Lei nº 8.069 de 13 de Julho
de 1990

Art. 242. Vender, fornecer ainda que gratuitamente ou entregar, de qualquer forma, a criança ou adolescente arma, munição ou explosivo:

Pena – detenção de seis meses a dois anos, e multa.

Pena – reclusão, de 3 (três) a 6 (seis) anos. (Redação dada pela Lei
nº 10.764, de 12.11.2003)

Fonte: http://www.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/busca?q=ECA+%2C+ART.+242

 

9 – RANGERS

 

São pessoas responsáveis pelo monitoramento dos jogos, podem ser pessoas que não estejam jogando ou operadores que estejam em campo e devidamente identificados com o PATCH e com o PANO AMARELO ou VERMELHO. O  operador  que  avistar  outro operador  com  PANO VERMELHO sobre a cabeça logo saberá que este é um OPERADOR/RANGER. E que tem o poder de intervir em possíveis conflitos durante os jogos e em casos extremos retirar operadores da partida.

13 – PONTA VERMELHA

Para jogos da F.A.B.E faz-se obrigatório o uso da ponta vermelha/laranja em AEGS e Pistolas, estas pontas devem ter o tamanho mínimo de 1,5cm na lateral do flash Rider/slide(quando pistola), sendo aceito tamanho menor  somente em casos que a ponta vier originalmente na arma.

 

PENALIDADES

 

1 – IMORTALIDADE/HIGHLANDER

 

O JOGADOR/OPERADOR que for flagrado em atitude de imortalidade (levar um disparo oponente e não se acusar) será punido da seguinte forma:

Primeira falta: 30 dias de suspenção

Segunda falta: 60 dias de suspensão

Terceira falta: 90 dias de suspensão

O operador que levar a terceira falta será submetido ao conselho disciplinar e de acordo com a deliberação poderá até ser expulso dos jogos da FABE.

2 – AGRESSÃO VERBAL

Primeira falta: 30 dias de suspenção

Segunda falta: 60 dias de suspensão

Terceira falta: 90 dias de suspensão

O operador que levar a terceira falta será submetido ao conselho disciplinar e de acordo com a deliberação poderá  até ser expulso dos jogos da FABE.

3 – AGRESSÃO FÍSICA

No caso de agressão física o  operador  será  suspenso por 90 dias e encaminhado para o conselho disciplinar para deliberação, e conforme o fato expulso dos jogos da FABE.